URGENTE! RISCO DE REBELIÃO NO SOCIOEDUCATIVO EM GOIÂNIA É ALTO
09/01/2019 13:54 em Cidadania

Trabalhadores(as) do Sistema Socioeducativo em Goiás denunciam total falta de condições de trabalho após Governo CAIADO demitir os comissionados sem planejamento.

A denúncia foi feita à Rádio Trabalhador, nesta quarta-feira (09/01), durante o programa Antena Ligada, por uma servidora lotada em uma unidade na cidade de Goiânia que não quis se identificar com medo de represália.

A servidora explicou que vários serviços estão praticamente paralisados como lavanderia e limpeza.

Na cozinha tem apenas um trabalhador e a quantidade de agentes, somente três homens por plantão, é insuficiente para dar apoio e segurança aos servidores e aos internos.

A servidora disse que “eles demitiram os comissionados que era um número até grande e agora são poucos trabalhadores (...) está um caos, (...) estão falando até em rebelião, a gente está correndo um risco”.

 

Novos comissionados não quiseram o serviço

Na segunda-feira (07/01) novos comissionados, se apresentaram para trabalhar, mas se recusaram a entrar em exercício, quando viram a realidade do sistema socioeducativo em Goiânia.

A servidora (denunciante) relata que os novos comissionados, ao se depararem com o local e as condições de trabalho, desistiram “Acho que eles não tinham noção o que é o trabalho e disseram que não vão ficar”.

No momento de fechamento desta matéria, tentamos contato com GRUPO EXECUTIVO DE APOIO A CRIANÇAS E ADOLESCENTES, responsável por instituir, gerir, manter, coordenar e operacionalizar, no âmbito do estado de Goiás, o Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo - SEAS/GO, mas ninguém atendeu as ligações. Estamos abertos para as considerações do estado, se solicitadas.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!