Centrais Sindicais, Educação e Movimentos Sociais se juntam para Greve Geral nesta sexta-feira(14)
13/06/2019 13:41 em Sindical

Em coletiva à imprensa, nesta quinta(13), dez centrais sindicais, representantes de diversos sindicatos, movimentos sociais e movimento estudantil reafirmaram que vão cruzar os braços, nesta sexta-feira(14), em Goiânia e, em muitos municípios de Goiás.

Em Goiânia, haverá uma concentração na Praça Cívica, centro da capital goiana, às 10h.  Estão programadas manifestações em Catalão, Formosa, Cidade de Goiás, Silvânia, Itapuranga, Iporá, Goianésia e Jataí.

A greve é contra a reforma da previdência, a retirada de recursos da educação, contra a privatização das estatais e contra a retirada de direitos trabalhistas.

Mauro Rubem, Presidente da CUT Goiás, afirma que é um absurdo dizer que a reforma vai salvar o Brasil. “É uma mentira do governo dizer que o país vai melhorar com a reforma. (...) O sacrifício do povo já é muito grande e os desempregados estão passando fome.”

 

 

Mauro Rubem- Presidente da CUT Goiás

 

O sindicalista chama à atenção para o fato de que o governo Bolsonaro é a continuidade do governo Temer, e que ambos fizeram reforma trabalhista e ao contrário do que disseram, o desemprego só aumentou. “A greve geral é para denunciar a destruição do país. O empresário vai vender para desempregado, para aposentado que ganha 400 reais por mês?” afirma.




COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!