2º DIA DE PROTESTOS CONTRA REFORMAS DO GOVERNO CAIADO | Alego votará na segunda (16)
13/12/2019 12:55 em Política & Economia

Governo Caiado consegue desagradar empresários, trabalhadores e setor cultural, que fizeram um ato em frente a Assembleia legislativa de Goiás (Alego) na 4ª-feira(11/12) com cerca de 3 mil pessoas.

Já nessa 5ª-feira(12/12), 2º dia de protestos, servidores públicos de diversas secretarias lotaram as galerias internas onde ocorreu o início das discussões do projeto de reforma da previdência e do estatuto do magistério.

Os segmentos não tinham combinado um ato único no dia 11, mas o descontentamento os colocaram no mesmo dia, hora e lugar para repudiar as medidas do governo. 

 

 

DIFERENÇA DE TRATAMENTO

Para os servidores públicos


De um lado, os servidores públicos do estado de Goiás, que pagam a MAIOR contribuição previdenciária do Brasil (14,25%).

Servidores estão revoltados com a proposta de Caiado que pretende elevar o desconto previdenciário nos contracheques de 14,25% para até (22,25%).

 

 

A presidenta do Sintego e da CutGoiás, professora Bia de Lima, (foto acima) afirmou que é inadimissível aceitar uma proposta que retira direitos dos servidores do estado e da educação:

“Estas reformas são cruéis! Faremos quantos enfrentamentos forem necessários! Hoje, todo mundo saiu de casa para dizer para os deputados e para o Governo: não mexam nos nossos direitos, não mexam na nossa aposentadoria!”

 

Além disso, a proposta do governo estabelece que os salários poderão ser cortados em 25% caso o estado não tenha dinheiro para pagar a folha.

 

Para os empresários

 

Já os empresários, serão beneficiados com uma renúncia fiscal de R$ 8,2 bilhões. Eles dizem que foram pegos de surpresa com um projeto do governador enviado à Alego que estende o prazo de validade do Protege, de março de 2020 para 2032.

 

 

Porém, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Sandro Mabel  (foto acima) já movimentou o lobby do setor para aprovar  vários projetos que tratam de incentivos fiscais:  nº 6928/19, nº 7551/19 Pró-Goiás, nº 7130: Produzir e financiamento de até 98% do ICMS a recolher, nº 7173/19 que trata de leilões de pagamento.    

 

SINDICATOS FORTES E ATUANTES

1º DIA DE PROTESTOS QUA (11)

 

SINTEGO deliberou que fará Acampamento por tempo indeterminado, na ALEGO, a partir de 2ª-feira (16/12) quando ocorrerá a próxima sessão extraordinária convocada pelo presidente da casa, Dep. Lissauer Vieira(PSB).


SINTEGO colocou mais de 2,5 mil professores(as) e administrativos, de vários municípios do estado de Goiás, no 1º dia de protestos (11/12), em frente a (Alego) contra achatamento salarial e desmonte da carreira do setor da educação, entre outros pontos, como titularidade, concurso público, 60 horas, etc. 

 

2º DIA DE PROTESTOS QUA (11)

 

Nessa (quinta |12/12) SINDSAÚDEGO fez assembleia dos servidores da saúde do estado de Goiás e deliberaram por acompanhar as votações durante toda a semana que começa na 2ª-feira(16), quando haverá sessão extraordinária na Alego.


Constatou-se a presença de diversas entidades sindicais de outras categorias profissionais ligadas à administração pública, auditores, segurança, infraestrutura, metalurgia, transportes, pequenos produtores rurais, setor cultural e serviços.

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!