Datafolha: mulheres e negros são maioria entre evangélicos brasileiros
13/01/2020 09:39 em Cidadania

De acordo com pesquisa Datafolha, as mulheres representam 58% dos evangélicos. Os negros somam 59% dos fiéis

 

Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (13) apontou que as mulheres são a maioria entre os evangélicos do País. Elas representam 58% deste grupo religioso, que é mais representativo na região Norte. Os negros somam 59% dos fiéis.

 

A participação feminina chega até 69% em algumas igrejas evangélicas, como as congregações neopentecostais Universal do Reino de Deus e a Renascer em Cristo.

 

De acordo com o levantamento, a presença de mulheres nas igrejas evangélicas é maior em comparação com as católicas. Entre adeptos desta última, mulheres são 51%, e homens, 49%.

 

 

EVANGÉLICOS NA POLÍTICA

 

Em 2018, para a Câmara dos Deputados, foram eleitos 84 candidatos identificados com a crença evangélica – nove a mais do que na última legislatura. No Senado, os evangélicos eram três e, em 2019, serão sete parlamentares. No total, o grupo que tinha 78 integrantes ficará com 91 congressistas.

 

O levantamento é do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), com base nos dados disponíveis no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

 

As Igrejas evangélicas também vão ajudar na coleta das 491 mil assinaturas exigidas para a criação do novo partido de Bolsonaro, o Aliança pelo Brasil, número 38 (do calibre do revólver).

Já manifestaram apoio: o presidente da Confederação dos Conselhos de Pastores do Brasil (Concepab), bispo Robson Rodovalho, e o presidente da Frente Parlamentar Evangélica, Silas Câmara (Republicanos-AM). Segundo informou a colunista Bela Megale, os bolsonaristas apostam também no apoio dos militares para a coleta das assinaturas.

 

FONTE: BRASIL 247, Agência Brasil e Diário do Centro do Mundo

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!